Quarta-feira, 30 de Maio de 2007
Chamo-te
 

 
Chamo-Te porque tudo está ainda no princípio 
E suportar é o tempo mais comprido.

Peço-Te que venhas e me dês a liberdade,
Que um só de Teus olhares me purifique e acabe.

Há muitas coisas que não quero ver.

Peço-Te que sejas o presente.
Peço-Te que inundes tudo.
E que o Teu reino antes do tempo venha
E se derrame sobre a Terra
Em Primavera feroz precipitado.

                     Sophia de Mello Breyner

Tags:

Post by Rick às 14:39
Link do post | Adicionar aos favoritos

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Quem sou eu...
Pesquisar
 
Dezembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Últimos Posts

Amor puro... (como o noss...

A voz eterna...!!!

Renascer...!!!

Nudez

"Se"

Desejo!!!

Os dias desta idade

Mulheres...

Luz dos teus olhos

Lágrima

Arquivos

Dezembro 2007

Outubro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds